O motoboy Felipe Cavalcante dos Santos, que tinha 21 anos, morreu ao ser atingido com um tiro no momento em que fazia a entrega de pizzas em uma residência do bairro Mauazinho. Os disparos foram feitos pelo policia​l​ militar, Tiago de Freitas Santiago, que foi preso.

 

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na quarta-feira (03/02), às 23h44, o polícia militar estava procurando duas pessoas que teriam roubado uma motocicleta Honda, modelo CG 160, cor vermelha, que foi roubada por volta das 19h30 do dia anterior por Maurilio Freitas de Carvalho, ao rastrear​, ​a localização apontava que a moto estava na Avenida Solimões.

 

Ao chegar ao local, o PM fez vários disparos contra os bandidos que fugiram pela mata. Neste momento o policial percebeu que havia atingido o entregador, o agente ainda tentou chamar o Samu, mas Felipe foi socorrido pelos vizinhos e levado em um carro particular para o Hospital e Pronto Socorro (HPS) Dr João Lúcio Pereira Machado, onde já chegou sem vida.

 

A população que conhecia Felipe, se revoltou e tentou linchar o policial que fugiu na motocicleta. Indignados com a impunidade do caso, os moradores fizeram um protesto queimando pneus. A Rocam precisou ser acionada.

 

O PM foi preso em flagrante na madrugada de quinta-feira, (04/01), por volta das 01h, pela 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Também foi apresentada a motocicleta que foi utilizada pelo autor, após o homicídio, para se evadir do local do crime.