Andressa Urach está causando. Após pintas as unhas, colocar aplique, fazer bronze e gravar vídeo pedindo aos religiosos que cuidem da vida deles e a deixem em paz, ela disse que não é mais obreira da igreja.  “Descobri que eu não tenho o chamado para ser pastora. A única coisa que quero fazer é ser uma pessoa normal e buscar me tornar um ser humano melhor do que aquele que fui ontem. Não sou perfeita e nunca serei”, frisou ela.

A outra atitude de Andressa que chamou a atenção foi o simples fato de repaginar as madeixas, alongando os fios e clareando-as, voltando a ser loira. Ah, e por usar batom e unhas vermelhas, valorizando o feminino, foi criticada também. “Pecado é o julgamento, as palavras que saem das bocas das pesoas. meu querido amigo, irmão, dentro da igreja está os piores demônios, que se dizem crentes, mas são os primeiros a levar as pessoas para o fundo do poço.”, desabafou. Ela diz que a mania de monitorar a vida dos outros faz com que muita gente “tenha pavor de crente”.