Ainda enrolado pelo nó cego da Susam, o governador Wilson Lima tem mais uma novelo no colo. Agora é na Seduc. O Ministério Público Federal (MPF) pediu condenação dos ex-secretários Luis Fabian Pereira Barbosa, Luiz Castro e Vicente de Paulo Queiroz Nogueira, por improbidade administrativa, pedindo perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, o pagamento de multa civil. A nova bronca são contratos de transmissão de aulas do Centro de Mídias da Secretaria.

NÃO ACABA NEM FICA POUCO?

O programa de ensino presencial com mediação tecnológica é desenvolvido pela Seduc há mais de dez anos, mas na gestão de Luiz Castro a Seduc se comprometeu a renovar a licitação em vez de perpetuar aditivos, o que não foi feito. Saiu Luiz Castro passaram Luiz Fabian e Paulo Queiroz, e nada. A primeira conta ficou em R$ 7.736.830,75. Fechou em maio de 2020. Aí veio mais um aditivo de R$ 18.568.393,80, valendo até maio do ano que vem. A desculpa para não abrir licitação foi, como sempre, a pandemia. Eita vírus pra ter a costa larga.

Fabian

NÃO COLOU 

O MPF não aceitou e ainda publicou em seu site oficial um texto pesado contra a Seduc. “Os titulares da Seduc tiveram um ano e cinco meses desde o início da nova gestão para realizar procedimento licitatório e formalizar uma nova contratação, não sendo admissível que com tanto prazo tenham os requeridos se omitido em seus deveres de formalizar novo contrato administrativo, precedido do indispensável procedimento licitatório, para contratação de serviços essenciais, com remuneração milionária, em uma clara demonstração de comportamentos totalmente descurados com a coisa pública”, afirmou o órgão, na ação de improbidade administrativa.

Paulo Queiroz

 

FALTA DE ZELO

O MPF continua arrancando o couro dos secretários: “Na ação de improbidade administrativa, o MPF destaca que, o projeto básico do sétimo termo aditivo demonstra a falta de zelo dos dirigentes da Seduc, que não se deram ao trabalho de indicar o número do processo administrativo instaurado para licitar o serviço, chegando a constar, no documento a seguinte inscrição: ‘considerando-se: que foi aberto o processo Nº XXXXXX, ainda não concluído, para licitar o serviço em pauta…’. Wilson foi falar que a bronca era com ele, aí o pessoal resolveu levar ao pé da letra.

 

T6 FICA PRONTO EM DEZEMBRO

Começou a obra do Terminal de Ônibus novo da zona Norte. O popular T6 ficará pronto em dezembro. Uma das marcas da gestão de Arthur Neto é não enrolar, pedir aditivos e aumentar valores de obras. As intervenções têm começo, meio e fim. E muitas vezes, como foi no caso do complexo do São Jorge, o orçamento é até reduzido. Fica o desafio para o próximo prefeito.

 

NINGUÉM MERECE

A praça do Eldorado ficou cheia no Fla-Flu de quarta-feira. Muita gente amontoada nas mesas, sem máscara. A covid já foi embora?

Joana Darc soltou os cachorros para cima de Josué Neto ao ser chamada por ele de Alessandra Campelo.

Manaus já vive a pandemia de pesquisa para Prefeito.

Até novembro vamos ter mais eleitos do que candidatos nessas pesquisas suspeitas.

Muitos têm medo da segunda onda da covid.

Mas outros temem é a segunda onda da Polícia Federal.