A Justiça Federal do Amazonas determinou nesta quarta-feira (3), que o Governo Federal prorrogue por mais meses o pagamento do Auxílio Financeiro Emergencial às pessoas residentes no Estado do Amazonas, devido o colapso na saúde pública.

O pagamento das parcelas no valor mensal de R$300,00 (trezentos reais), em até 15 (dez) dias, independentemente de novo requerimento do beneficiário, de forma subsequente à última parcela por si recebida do auxílio emergencial de que trata a Medida Provisória nº 1.000/20, e desde que o beneficiário ainda atenda aos requisitos estabelecidos na referida Medida Provisória.

Em caso de descumprimento ensejará em multa diária no valor de R$100.000,00 (cem mil reais).

 

Leia a decisão aqui.