A aquisição de produtos regionais oriundos da produção rural do Amazonas para compor a refeição coletiva das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM), foi pauta de reunião realizada na Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), do Governo do Amazonas, nesta quarta-feira (17/03).

O tema foi apresentado pelo presidente da ADS, Sérgio Litaiff Filho, ao empresário Vanderley Bastos da Penha, diretor-executivo da empresa VV Refeições, que presta atendimento e fornecimento de refeições coletivas a empresas do Polo Industrial de Manaus. De acordo com Litaiff, essa aproximação é fundamental para que a ADS crie caminhos para escoar a produção rural do Amazonas.

“Nosso intuito é criar a ponte para o produtor rural, associações ou agroindústrias que consigam fornecer itens regionais que compõem o cardápio dessas corporações, que trabalham como a VV Refeições. Sabemos que há muita importação de legumes e verduras, frutas e até mesmo itens para compor a sobremesa dos colaboradores do Distrito Industrial, mas estamos atuando para priorizar os alimentos locais nessas cozinhas, gerando valor para o Amazonas e renda para os produtores”, explicou o presidente da ADS.

Segundo o diretor-executivo, Vanderley Bastos da Penha, a VV Refeições atua há 22 anos no mercado de refeições coletivas e, por ser a maior do ramo, vai servir de referência para os demais negócios da mesma área de atuação. “Hoje alimentamos diariamente cerca de 50 mil pessoas diretamente. Acredito que podemos servir de modelo para outras empresas também procurarem a ADS para adquirir os alimentos direto do produtor rural”, explicou.

Dentre os itens que podem ser fornecidos estão: banana; mamão; abacaxi; maracujá; tangerina; laranja e melancia, que já fazem parte dos itens de larga escala fornecidos pelos cadastrados na ADS.  Na categoria de legumes e hortaliças, a ADS pretende abrir caminhos para o escoamento da produção de couve; cheiro verde; macaxeira; pimenta de cheiro; ovos; alface, açaí, dentre outros, conforme a sazonalidade de cada um.