Em um mês, o Crédito e Renegociação Emergencial do Governo do Amazonas, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), movimentou R$ 10 milhões na capital e interior. No Crédito Emergencial, a Afeam liberou mais de R$ 5,4 milhões em financiamentos e a Renegociação Emergencial resultou em mais de R$ 4,6 milhões.

A Agência iniciou o atendimento no dia 11 de janeiro, com orçamento de R$ 140 milhões para a linha de financiamento. Neste período foram 566 operações de crédito, as quais beneficiaram mais de 1.600 pessoas direta ou indiretamente. Os segmentos mais financiados pela Afeam até o momento foram: comércio, serviço, rural e indústria.

O empresário Keytson Barroso produz imagens aéreas com drone no setor predial. Ele é um dos financiados pela Afeam neste período. “Nessa pandemia, foi a primeira vez que procurei um financiamento e consegui pela Afeam. Não estou trabalhando e com este capital de giro vou ter como pagar as contas mensais”, disse ele.

Crédito On-line

O Crédito Emergencial da Afeam é destinado aos autônomos, profissionais liberais, produtores rurais, microempreendedores individuais (MEI), micro e pequenas empresas.

O diretor orienta aos interessados que acessem e leiam todas informações contidas no site oficial da instituição, onde também foram disponibilizados vídeos de instruções e manuais de acesso ao crédito para empresas e pessoas físicas.

Uma das medidas adotadas de flexibilização, neste ano, foi a aceitação de restrições junto aos órgãos de proteção ao crédito, que foram ampliadas de 5 para 10% no limite do financiamento, restrições podem estar registradas nesses órgãos a partir de 2020. A carência para o início do pagamento continua com prazo de 180 dias; e clientes em dia com o pagamento tem bônus de adimplência.

Renegociação

A Afeam realizou 366 renegociações emergenciais, as quais resultaram em mais de R$ 4,6 milhões. A Renegociação Emergencial é uma saída e fôlego para os clientes em débito. Marcos Vinicius, diretor-presidente da Afeam, explicou que os clientes podem, mesmo antes de entrar em débito, pedir a prorrogação do prazo de pagamento.

Outro questionamento muito frequente, segundo ele, é sobre o financiamento para clientes que ainda estão pagando a Afeam. “Desta forma, ele só pode pedir outro financiamento se tiver quitado pelo menos 50% do financiamento em aberto, exceto se você for cliente especial da Afeam e o valor de liberação estará condicionado à nova análise de crédito”, explicou.

Para ter acesso ao Crédito Emergencial, Renegociação e demais informações, basta acessar o site www.afeam.am.gov.br.