Inspirada em projeto desenvolvido pela Polícia Militar de São Paulo, a 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), da Polícia Militar do Amazonas, está realizando um trabalho de patrulhamento regular em igrejas de Manaus, estreitando os laços com a comunidade, aproximando os líderes das congregações religiosas e reduzindo o índice de roubos e furtos nas igrejas.

Há quase dois anos, o projeto está em funcionamento em Manaus. Responsável pelo patrulhamento em parte da região norte, a 27ª Cicom fica à disposição para que a comunidade possa relatar todo tipo de ocorrência e insegurança na área. A aproximação facilita a comunicação dos policiais com os lideres religiosos.

A tenente Márcia Mendonça relata a importância da implantação do projeto na Cicom. “Essa aproximação da igreja com a polícia e com a população é importante. Assim nós nos sentimos mais seguros, e a igreja também. Conseguimos fazer uma parceria muito boa, damos o suporte às congregações próximas da zona norte. Até ligações nós fazemos para saber se está tudo bem”, contou Mendonça.

Além disso, o acesso é feito diretamente com o comandante da Cicom. Os representantes podem registrar ocorrências, pedir para os policiais averiguarem casos suspeitos e receber dicas de prevenção e orientação para evitar o descuidado e futuros crimes.

De acordo com o líder de uma das igrejas da zona norte, Claudenilson Paulino, de 29 anos, essa iniciativa tem trazido tranquilidade para os pastores e membros das congregações, uma vez que eles são orientados que devem acionar a guarnição em casos de suspeita de crime.

“Melhorou muito, nós ligamos e informamos que estamos precisando de uma viatura, imediatamente eles enviam para a porta da igreja, não somente nos dias de cultos. Os policiais nos aconselham a fortalecer a segurança interna, e assim evitamos assaltos, furtos e uma série de coisas quem podem nos causar prejuízo e colocar nossas vidas em risco”, afirmou Paulino.

A Polícia Militar informa que os moradores dos bairros que a 27ª Cicom atende podem acionar diretamente a viatura pelo número (92) 98842-1772. Em casos de emergência, é preciso acionar o 190. Denúncias podem ser feitas diretamente ao 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).