A Petrobras enviou para o Amazonas 100 cilindros de oxigênio, de 10 metros cúbicos (m3) cada, para manter a vida de pacientes nos hospitais do estado. Tanto a aquisição, quanto o transporte do material foi viabilizado pela empresa doadora.

“Os cilindros serão incorporados na nossa rede para o abastecimento, mas também servirão de apoio, se necessário, para a ‘Operação Gratidão’, atendendo assim a todos os estados ou àqueles estados que mais necessitem”, explicou o secretário Marcellus Campêlo.

A operação visa retribuir a outros estados da federação a ajuda dada ao Amazonas durante o pico da pandemia no início deste ano. A nova etapa consiste no recolhimento de cilindros de oxigênio doados para serem enviados a estados que atualmente enfrentam escassez do insumo no atendimento a pacientes com Covid-19.