Parece até cena de filme, mas é verdade. Wanessa Sophie, de 24 anos, natural do município de Manacapuru, está buscando o pai da pequena Melissa Sophie, de 5 anos de idade.

A garotinha é fruto de uma paixão avassaladora, mas breve, que teve aqui em Manaus no ano de 2015. De acordo com a declaração da mãe, chegou o momento em que a filha quer conhecer o pai.

Ela não sabe muitas informações sobre o homem, apenas que ele, Alexandre, é natural de Nova Olinda do Norte trabalhava com cortinas persianas e “viajava muito a trabalho”.

Eles se conheceram na Ponta Negra e tiveram um relacionamento breve que ocasionou no nascimento de Melissa. Na época, com apenas 18 anos, Wanessa teve muito medo do que a gravidez poderia ocasionar em sua vida.

E nesse período, a jovem estava tentando entrar na faculdade. Com a descoberta de que iria ser mãe, a notícia logo foi compartilhada com o companheiro que ficou muito feliz.

No decorrer dos dias, Wanessa recebeu um conselho de sua amiga dizendo para não se ‘apegar’, não procurar saber nada sobre o companheiro e nem se apaixonar, porque isso poderia acabar com os seus planos de estudar e se manter aqui em Manaus.

Jovem e ingênua, Wanessa ligou para o homem e disse que o filho não era dele. Decepcionado, Alexandre respondeu: “Você nunca mais vai me ver” e sumiu da vida dela e consequentemente, da filha, que ele nem imagina que existe.

Após todo o ocorrido, a mãe quebrou o chip e mudou todas as redes sociais.

Agora em 2021, a pequena Melissa de apenas 5 anos quer conhecer o pai e a mãe resolveu fazer um post na internet pedindo ajuda para encontrar Alexandre.

Apesar de não ter informações concretas sobre a sua antiga paixão, ela lembra vários detalhes sobre aquele que já foi o seu amor. Pele branca, olhos claros e orientes, medindo entre 1,60 e 1,65 metros de altura. Uma tatuagem com o desenho de uma tribal no ombro é um detalhe que pode destaca-lo. Na época, Alexandre tinha um Celta de cor prata.

Isso é tudo que Wanessa lembra. E espera que o vídeo alcance o máximo de pessoas, que talvez possam ajuda-la a unir pai e filha.