Amazonino Mendes (Podemos) x David Almeida (Avante), dão a largada para o segundo turno em condições de igualdade nas urnas. O Negão teve 234.088 votos, já Almeida teve 218.929 votos, um empate técnico que fará dos próximos 15 dias uma disputa pau a pau.

Logo após o resultado contabilizado, Amazonino Mendes gravou um depoimento dizendo que sua intenção é “encontrar soluções” para os problemas do povo. O ex-prefeito e ex-governador tem feito campanha pelas redes sociais por causa da pandemia e da idadade, 80 anos.

O fato de não andar nas ruas foi explorado pelos rivais, assim como as poucas entrevistas e nenhuma participação em debates. Amazonino é acusado de não ter mais saúde para governar a cidade, e de delegar suas obrigações ao vice, Wilker Barreto. “Não vou correr uma maratona. Isso é preconceito com os velhos”, disse durante a campanha.

CORRERIA 

Ex-governador por quatro meses, David Almeida vai evocar seu fôlego de corredor da Ponta Negra para dar o sprint final. Colado no Negão, logo após o resultado que o colocou no segundo turno, entre abraços em Marcos Rotta e gritos de euforia no Morro da Liberdade o candidato bateu na mesa e declarou uma nova era em Manaus. “Vamos tranformar os serviços dessa cidade e mostar que é possível melhorar a vida do cidadão.”

David vai para as ruas pedir os votos de Zé Ricardo, Nicolau, Coronel Menezes e quem mais nao votou nele. “Agora o jogo zerou. Vamos ter mais tempo para debater e propor respostas para os problemas de Manaus.”

Está dada a largada.