Um vídeo e um áudio divulgados fartamente nas redes sociais nesta quarta-feira à tarde sacudiram a campanha para a Prefeitura de Manaus. Nele, o candidato David Almeida ameaça bater no marqueteiro do candidato Amazonino Mendes logo após o debate da TV NORTE. Após chamar Amazonino de ladrão, David percebe que está sendo gravado e perde as estribeiras. “Vou dar um tapa no teu celular se você continuar me gravando (…) Seu vagabundo! Tu vai pegar porrada de mim”, dispara contra Marcos Martinelli.

David segue enfurecido. “Ninguém tem sangue de barata. Use isso contra mim pra ver se tu sai daqui, seu vagabundo. Se tu usar isso contra mim eu vou te arrebentar.”, grita David Almeida, que no final pede desculpas pelos excessos e pede a proteção de Deus para Amazonino e Martinelli. Após as postagens, os dois candidatos se manifestaram e jogaram a culpa um no outro.

AMAZONINO REBATE

Amazonino Mendes se manifestou por meio de nota diante do vídeo e do áudio. A  coligação afirma que vai tomar medidas judiciais e que David perdeu o controle.

NOTA

A Coligação Juntos Podemos Mais, do candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, repudia o comportamento que qualifica como destemperado, adotado pelo candidato adversário, David Almeida (Avante), ao final do debate realizado nesta quarta-feira (25/11), na TV Norte. David Almeida, abalado ao final do debate, dirigiu-se a Amazonino Mendes com palavras de baixo calão. A cena foi registrada por várias pessoas presentes ao local, inclusive pelo juiz eleitoral Alexandre Novaes. O coordenador de comunicação da campanha, Marcos Martinelli, também foi atacado por David Almeida, que o chamou de vagabundo e o ameaçou de agressão física várias vezes. “Eu vou te bater. Use isso contra mim Martinelli para ver se tu sai daqui, seu vagabundo. Se tu usar isso contra mim, eu vou te arrebentar rapaz”, ameaçou David Almeida, exaltado. Sobre o episódio, o corpo jurídico da Coligação Juntos Podemos já está tomando as medidas cabíveis.

 

DAVID SE DEFENDE

David Almeida emitiu nota oficial nesta quarta-feira pedindo desculpas pelo ataque de fúria que teve contra a campanha de Amazonino logo após o debate de hoje. Disse que foi muito atacado e que apenas reagiu, ao chamar Amazonino de “ladrão” e o marqueteiro do adversário de “vagabundo”, a quem ameaçou “arrebentar”.

NOTA:

“Quem viu o debate de hoje na TV Norte é testemunha que passei uma hora sendo agredido pelo candidato Amazonino. Ele foi ao debate apenas para me agredir e não para discutir propostas. Ainda assim, quando o debate acabou, tentei me despedir respeitosamente e recebi uma série de ofensas como resposta. Pedi calma uma, duas vezes e continuei sendo ofendido por Amazonino. Então, reagi verbalmente. Nesse momento, o marqueteiro dele, Marcos Martinelli, passou a me filmar, o que aumentou a minha indignação. Esse Martinelli aparece em Manaus de dois em dois anos apenas para isso: cometer armações contra os adversários do seu chefe. Quem ouviu o áudio completo da discussão, nas redes sociais, percebe logo que tudo foi armado. Ainda assim, no mesmo áudio, é possível ouvir que eu me desculpo com todos os presentes no estúdio. Mas a verdade é que é difícil uma pessoa de bem não se indignar com tantas ofensas como as que foram desferidas contra minha honra. Quem me conhece, sabe que esse não é meu comportamento habitual. Era esse o esclarecimento que eu queria prestar aos manauaras, aos quais me desculpo por ter me exaltado.”