O prefeito Arthur Virgílio Neto sancionou lei que autoriza o uso da telemedicina em atividades da área de saúde enquanto durar a pandemia de Covid-19.

A lei complementa o serviço de telemonitoramento que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realiza desde abril, para acompanhamento dos casos suspeitos e confirmados das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), em especial da Covid-19.

A Semsa já estuda a ampliação do serviço de monitoramento para outras situações relacionadas à saúde, como tuberculose, hipertensão e diabetes, gestantes faltosas ao pré-natal.