O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou em entrevista na última semana que sua expectativa é que alguns grupos prioritários comecem a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 no final de janeiro. A vacinação em massa deve começar a partir de fevereiro.

A previsão do Ministério da Saúde é que 24,7 milhões de doses de vacinas estejam disponíveis em janeiro. “O cronograma de distribuição e imunização é um anexo do nosso plano de imunização”, disse Pazuello, ao acrescentar que o cronograma pode sofrer mudanças. “Você faz a previsão quando contrata, mas às vezes adianta, às vezes atrasa, e a gente vai atualizando esse cronograma.”

Ele também informou que todos os estados receberão a vacina simultaneamente. “Independentemente da quantidade da vacina, ela será distribuída igualitariamente dentro da proporcionalidade dos estados”.

Ministério da Saúde vem ao AM para alinhar ações contra Covid

Atendendo a solicitação do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o Governo do Amazonas receberá, na próxima segunda-feira (4), uma equipe do Ministério em Manaus para alinhar ações de fortalecimento da pasta junto ao Estado e ao Município de Manaus, para o enfrentamento da Covid-19.

A programação contemplará reuniões com o governador Wilson Lima e o secretário de Estado de Saúde, Marcellus Campêlo, bem como outras autoridades de saúde estaduais e municipais, além de visitas às unidades de saúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) que estão realizando o atendimento de pacientes com Covid-19.

Estarão presentes a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS), Mayra Pinheiro, e os diretores da referida secretaria, Vinícius Azevedo e Alexandre Barbosa.

Os membros do MS cumprirão agenda em Manaus com o intuito de fortalecer ainda mais os laços entre o Estado e o Governo Federal, que desde o início da pandemia têm sido fundamental para o combate ao novo coronavírus, com o envio de força de trabalho, além de insumos e equipamentos para fortalecer a rede.

80 novos monitores reforçam saúde no AM

O Amazonas recebeu, nesta quarta-feira (30), 80 monitores do Ministério da Saúde (MS), que serão utilizados em unidades da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) para a ampliação de leitos destinados à pacientes vítimas do novo coronavírus (Covid-19), junto aos 50 respiradores que também chegaram ao estado nesta quarta-feira.

Os monitores foram emprestados do Estado de Santa Catarina ao Amazonas, após a articulação do governo estadual para reforço do plano de contingência para o Período Sazonal da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), iniciado pelo Estado no início de novembro.

“Estamos fazendo todos os esforços para abrir leitos para pacientes Covid, percorrendo todas as unidades para abrir leitos onde for possível expandir a rede”, enfatizou o secretário da SES-AM, Marcellus Campêlo.

Os monitores serão distribuídos nos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs), na Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), Hospitais e Prontos-Socorros (HPS) 28 de Agosto e Platão Araújo, Maternidade Ana Braga e Hospital Delphina Aziz.

Respiradores também fortalecem sistema de saúde

O Amazonas recebeu também a terceira remessa de respiradores enviados pelo Ministério da Saúde, que serão distribuídos nas unidades da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) para a ampliação de leitos destinados a pacientes vítimas da Covid-19.

O Estado recebeu 50 aparelhos nesta entrega, que, somada a remessas anteriores, totaliza 150 respiradores ofertados pelo Governo Federal, após articulação do Governo do Estado.

Os novos respiradores foram entregues aos Serviços de Pronto Atendimento (SPA) São Raimundo, Coroado, Zona Sul, Danilo Corrêa, Chapot Prevost e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) José Rodrigues.

Os demais equipamentos serão distribuídos aos Hospitais e Prontos-Socorros da capital, no decorrer dos dias. Antes da distribuição, os equipamentos serão montados e calibrados pela equipe técnica da SES-AM.

Não é hora de relaxar

De acordo com o boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) desta quarta-feira, já foram registrados 199.570 casos da doença no estado, com mais de 5 mil mortes.

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, há 727 pacientes internados, sendo 433 em leitos (143 na rede privada e 290 na rede pública), 274 em UTI (102 na rede privada e 172 na rede pública) e 20 em sala vermelha, estrutura voltada à assistência temporária para estabilização de pacientes críticos/graves para posterior encaminhamento a outros pontos da rede de atenção à saúde.

Há ainda outros 277 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 190 estão em leitos clínicos (101 na rede privada e 89 na rede pública), 65 estão em UTI (49 na rede privada e 16 na rede pública) e 22 em sala vermelha.

A população precisa lembrar de usar máscaras faciais, manter a distância entre as pessoas e lavar as mãos com água e sabão ou utilizando álcool em gel, pois o vírus da Covid-19 continua presente no estado.