A partir de hoje (31), as pessoas de 55 a 57 anos com diabetes mellitus, obesidade mórbida (IMC > 40) ou algum tipo de cardiopatia podem procurar um dos sete postos de vacinação contra a Covid-19 espalhados em Manaus para receber a primeira dose da vacina. A antecipação atende a um pedido do prefeito da capital, David Almeida, que tenta acelerar a imunização desta fase de grupos, que iniciou na última segunda-feira, 29, e vai até o próximo sábado, 3.

 

De acordo com Almeida, o intuito é utilizar a máxima capacidade dos pontos de atendimento da campanha municipal contra a doença, que está sendo executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). “Nesses dois dias vimos que o movimento nos postos foi menor do que o esperado e que é possível fazer a vacinação de todas as idades ao mesmo tempo, para que a gente consiga vacinar mais pessoas em menos tempo, acelerando a proteção da população contra o novo coronavírus”, ressaltou Almeida.

Para facilitar o acesso dos usuários, a Semsa vai atender as pessoas agendadas pelo Imuniza Manaus e também aquelas que ainda não se cadastraram no sistema ou ainda não tiveram a confirmação do agendamento. A orientação é que os não cadastrados busquem o ponto de vacinação mais próximo da sua residência.

Para ser vacinado é necessário apresentar laudo (original e cópia) que comprove uma das três condições de saúde exigidas para esta etapa da campanha (diabetes, obesidade ou comorbidades), além de documento de identificação com foto e CPF. Os portadores de diabetes que não tiverem laudo, devem levar a receita médica (também original e cópia) em papel timbrado do SUS ou da rede particular.