Após nove contratações neste início de temporada, o Botafogo ainda tem negociações para suprir outras carências do elenco. Defesa, meio de campo e ataque estão na mira da diretoria. A intenção é dar novas opções de velocidade no ataque, para a criação e as laterais.

O lado direito da defesa é prioridade. Contratado até dezembro de 2021, Jonathan não teve tempo para treinar e se entrosar com o elenco e, mesmo assim, assumiu a titularidade assim que foi apresentado no Estádio Nilton Santos. Seguro defensivamente, o jogador de 28 anos participou de três dos quatro jogos do Botafogo na temporada e, hoje, é praticamente a única opção para a posição. Isso porque as três alternativas no elenco não convencem desde 2020.

Entre as nove contratações até o momento, estão três meias e dois atacantes. O clube ainda acertou a vinda de outro meio-campista, Ricardinho, que rescindiu com o Ceará. Apesar de detectar a necessidade de reforçar mais o meio de campo, principalmente com um jogador com características de criação, o Botafogo entende que o ataque também demanda mais peças.

Em meio às negociações e à montagem do elenco, Chamusca prepara o Botafogo para o primeiro grande adversário da temporada de 2021: no próximo domingo, às 18h, vai enfrentar o Vasco em São Januário, pela quarta rodada da Taça Guanabara.