Uma jovem de 20 anos criou coragem para denunciar o próprio avô por estupro, após ver a irmã caçula passando pelo mesmo inferno que ela já viveu um dia. O idoso de 70 anos foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva pelo crime de estupro de vulnerável, que teve como vítimas a próprias netas dele, a adolescente de 14 anos e a denunciante. O crime aconteceu em Parintins, a 369 quilômetros de Manaus.

A delegada Alessandra Trigueiro, titular da Delegacia Especializada de Polícia (DEP), relatou que a denúncia foi realizada no dia cinco de fevereiro deste ano, pela vítima de 20 anos, que informou que sua irmã estava sendo abusada sexualmente pelo próprio avô.

“Iniciamos as investigações e constatamos que a adolescente sofria os abusos desde os sete anos de idade. A jovem que fez a denúncia também disse que sofreu os abusos, em razão dele fazer ameaças a elas e da dependência financeira que tinham dele”, acrescentou a delegada.

A autoridade policial ressaltou que solicitou à Justiça pelo mandado de prisão em nome do idoso; e a ordem judicial foi expedida pela juíza Juliana Arrais Mousinho, 1ª Vara da Comarca de Parintins. “Após tomar conhecimento da ordem judicial, fugiu para o estado do Pará e retornou para Parintins na terça-feira (16/02), e realizamos sua prisão nesta quarta-feira”, detalhou.

Procedimentos – O idoso irá responder por estupro de vulnerável e permanecerá custodiado na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.