“Infelizmente nos últimos dias vimos alguns de nossos artistas e colaboradores serem acometidos por esse vírus. O Boi Garantido jamais ficaria alheio a essas pessoas e ao atual cenário em que nosso estado encontra-se novamente. Em nossos últimos eventos todas as medidas de proteção foram adotadas, visando que a saúde e bem-estar de nossos itens, artistas, músicos e demais colaboradores. Essa sempre foi nossa preocupação. Infelizmente esse vírus ainda não tem metodologias de rastreio efetivo e age de forma silenciosa. Reitero o total compromisso do Garantido e um compromisso pessoal, em prestar toda e qualquer assistência a esses artistas que estão positivados para esse vírus”, disse o presidente da associação folclórica que participa do Festival de Parintins, Antônio Andrade Barbosa, por meio de nota no perfil oficial da agremiação.

Andrade teria confirmado ainda, segundo a revista Época do editora Globo, que pelos menos seis artistas testaram positivo para o novo coronavírus uma semana após a realização de uma live no Teatro Amazonas. O evento ocorreu no dia 28 de dezembro e com participação de cantores, músicos e bailarinos.

De acordo com o periódico semanal estão infectados o diretor geral musical, Enéas Dias, os compositores Rafael Marupiara e Rubens Alves, e a coordenadora de backings vocals, Roci Oliveira, além dos levantadores de todas Márcia Siqueira e David Assayag, este último, já publicado aqui pelo Maskate.

“A live foi sem público, tinha apenas os artistas presentes. A Vigilância Sanitária estava lá, todas as exigências foram cumpridas, todo mundo mediu a temperatura e ninguém estava com temperatura anormal. Como os sintomas apareceram uns dias depois, é possível que alguém estava contaminado, mas sem sintomas no dia da live”, disse o presidente do Boi Garantido.

Dias após a live, o levantador de toada David Assayag precisou ser internado, não precisou ir para UTI, já Roci Oliveiro teve uma piora no quadro e foi intubada.  Os demais se recuperam em casa.

“Se você assistir o vídeo, você vai ver que somente os cantores não estavam de máscara, mas só enquanto cantavam. Depois que saíam do palco eles colocavam a máscara. Então não sabemos se eles pegaram ali ou em outro lugar”, afirmou Barbosa.