Nesta sexta-feira (09/10), por volta das 9h, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), sob a coordenação do delegado Aldeney Goes, cumpriu mandado de prisão preventiva em nome de Marcelo Lima da Costa, 41, pelo crime de homicídio. A prisão ocorreu na Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste de Manaus.

Conforme o delegado Aldeney Goes, o indivíduo é acusado de ter matado um adolescente de 16 anos, no ano de 2002, com cerca de 27 perfurações de arma branca. O crime foi cometido em uma via pública, no bairro Braga Mendes, zona norte da cidade.

De acordo com o titular, após o fato, o infrator mudou de identidade e adotou o nome de Marcelo Fonseca de Lima, chegando a ir a um Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), para tirar uma nova carteira de identidade.

“Durante o trâmite interno no Instituto de Identificação da Polícia Civil, a farsa foi descoberta. Em seguida, fomos comunicados e nesta sexta, no momento em que ele foi receber o novo Registro Geral (RG), recebeu voz de prisão e será conduzido para a cadeia onde aguardará decisão da Justiça Publica”, informou o titular.

Ainda com informações da autoridade policial, Marcelo preferiu se silenciar acerca do crime cometido. No entanto, acredita-se que ele mudou de identidade quando começou a ser procurado por policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para não despertar suspeitas no local onde residia, atualmente, no bairro Educandos, zona sul da capital.

O mandado de prisão preventiva em nome do indivíduo, foi expedido no dia 22 de novembro de 2019, pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, da 1ª Vara Tribunal do Júri.

Procedimentos – Marcelo responderá pelo crime de homicídio. Após os procedimentos cabíveis, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) e ficará à disposição da Justiça.