Condutores de veículos de outros estados que circulam no Amazonas devem fazer a transferência de Unidade Federativa (UF) no prazo de 30 dias, após a chegada ao estado. É o que estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Se isso não for feito e o veículo for parado em uma blitz, o proprietário será multado em R$ 195,23. Além disso, o veículo será removido para o parqueamento do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM).

Somente o proprietário ou seu representante legal podem realizar este serviço. O primeiro passo é comunicar à Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) a mudança de UF pelo site do órgão ou no posto de atendimento da secretaria, na sede do Detran-AM.

Valores

O preço para realizar a transferência de UF varia conforme a situação do veículo. Se ele estiver alienado, é um custo. Caso a placa ainda não seja Mercosul, o valor é diferente, entre outras situações.

O condutor tem de fazer a vistoria veicular em empresa credenciada (ECV), e esse serviço custa R$ 110,00. Além disso, ele vai pagar R$ 111,23 da taxa transferência para o Amazonas.

A transferência entre estados gera a emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV), o antigo DUT.