Com um rebanho de 66 mil animais, entre bovinos e bubalinos, a atividade de pecuária ganha força em Itacoatiara com a criação da Cooperativa de Pecuaristas. O objetivo é investir na implantação de melhoramento genético animal e na adoção de novas tecnologias na recuperação de pastagem. A iniciativa dos pecuaristas conta com apoio do Governo do Amazonas, por meio Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) que está intensificando a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Médio Amazonas.

Atualmente, o município de Itacoatiara registra uma produção de 1,7 mil toneladas de carne e 2,5 mil litros de leite, conforme dados do último levantamento do Idam. No mês de julho, os pecuaristas da localidade receberam a visita de técnicos do Instituto para orientações sobre a criação da cooperativa.

De acordo com a gerente de Apoio à Produção Animal do Idam, Meyb Seixas, o Instituto entra para dar esse apoio aos pecuaristas visando profissionalizar a atividade na região, incentivar o uso de animais geneticamente melhorados e tecnologias no melhoramento de pastagens. Assim como, incentivar e orientar a organização na parte documental das propriedades dos cooperados, visando a regularização ambiental para que seja possível ter acesso ao crédito rural.

VISITA TÉCNICA

Em Itacoatiara, a equipe do Idam visitou a propriedade do pecuarista Nélio Lopes, que participou da reunião de formação da cooperativa. Assistido pelo Idam, o pecuarista está com projeto de crédito rural pré-aprovado voltado a pecuária leiteira no valor total de R$ 150 mil. O recurso será para investimento na aquisição de animais melhorados geneticamente através da aquisição de 24 matrizes e implantação de cerca elétrica para divisão de piquetes na pastagem. O projeto está sendo elaborado pelas gerências de Crédito Rural e Apoio à Produção Animal, assim como pela Unidade Local do Idam em Itacoatiara.