Nesta sexta-feira o Maskate leva a público uma pesquisa exclusiva realizada em parceria com a Liga Consultores, com avaliação do manauara sobre o presidente Jair Bolsonaro, o governador Wilson Lima e o prefeito Arthur Neto. Começando pelo presidente, a pesquisa revela um retrato da percepção do público sobre os líderes políticos do Brasil, do Amazonas e de Manaus.

Faz pouco tempo, o presidente Jair Messias Bolsonaro fez sua última visita a Manaus. Não houve lá muita festa, até porque o presidente Jair costuma dizer que depois de tantas vindas a Manaus já se sente manauara e parente de todos os amazonenses. A cada vinda  chega com suas Boas Novas para a economia, tanto para a cidade quanto para o Estado. Batendo na casa dos 70% de aprovação, Bolsonaro é o campeão de avaliação do manauara.

Neste período o presidente criou o Conselho da Amazônia, com status de Ministério exclusivamente para nossa região, um presente  retumbante. Coisa meio de grego, evidentemente, tal a pandemia do Convid 19, o vírus chinês que está à sua espreita. Apesar disso, a receptividade e o alvoroço sempre foram imensos.

PARCERIA COM O CORONEL MENEZES

Aqui, o Capitão Jair dispõe de um “Avião Búfalo” ou Urutu tanque de guerra no cumprimento de suas ordens: o Menezão, o amazonense coronel Menezes. A classe política não tão vip, pois não costuma sequer falar com o presidente, conspira dia e noite contra essa relação de afeto entre o PR e o Amazonas. A despeito disso, se privam da intimidade de Jair com o Menezão, um anelo cobiçado por muita gente que tem muito poder e muito prestígio. Jair virou unanimidade no Estado. Ganha o Amazonas e ganha a República em competência, coerência e determinação.

Há bem pouco tempo, com a crise do Covid 19 sofrida pelo país, e com o escurecimento político que o STF bateu sobre o governo, Jair passou açoitado e aporrinhado em mais um de seus habituais infernos astrais. Sua carreira política experimentava os terremotos com as decisões dos ministros do STF e do boicote no Congresso Nacional, mas continuava com a popularidade do presidente que o coronel Menezes se propôs a defender.

O apagão da saúde obscureceu momentaneamente o brilho habitual de seu desempenho parlamentar. Nem por isso, apesar das evidências de uma eminente hecatombe política, se manteve ao lado do presidente emprestando a barganha de seu talento, com determinação e sem ambiguidades. Manteve-se altaneiro no posto e agora colhe alguns frutos da semeadura de coerência e dedicação ao interesse público que tem marcado sua conduta parlamentar e de cidadão.

 

*Foi realizada uma amostragem com 1800 entrevistados, nos dias 27, 29 e 30 de junho de 2020.

As entrevistas foram realizadas nos principais pontos de aglomeração da cidade: Terminal de Integração 1 (Centro), Terminal de Integração 2 (Cachoerinha), Terminal de Integração 3 (Cidade Nova), Terminal de Integração 4 (Cidade de Deus), Terminal de Integração 5 (São José Operário) e parada de ônibus da Praça
da Matriz (Centro).  A margem de erro é de 2%.

 

BOLSONARO ESTÁ BEM NA FITA 

 

BOLSONARO APROVADO EM TODAS AS ZONAS DE MANAUS