O cabo do Corpo de Bombeiro Militar do Amazonas (CBMAM) Wellington Guimarães foi preso na manhã desta quinta-feira (20), por suspeita de fazer a segurança de um traficante da capital amazonense. O caso foi descoberto após uma operação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), receber denúncias de que o curso de um rio no lago do Aleixo estava sendo desviado para uma área privada para construção de um balneário particular. O local fica na invasão Nassau II, bairro Colônia Antônio Aleixo.

De acordo com a polícia, eles investigavam uma denúncia de crime ambiental quando encontraram um homem identificado como Alex Bileno que de acordo com consulta do sistema da Seap era procurado por ter rompido a tornozeleira em dezembro de 2019.

Junto com ele estava o cabo portando uma arma de fogo, no entanto em consulta, a numeração do armamento estava registrada em nome de outra pessoa de fora do estado.

Wellington foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido no 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Já Bileno foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema).