Neste sábado (25) a TV Maskate será o palco de um embate de titãs no Mr Cage 41. A transmissão do evento irá iniciar às 12h40, apresentando um panorama geral sobre os competidores antes das lutas.

O principal organizador do evento, Samir Nadaf, afirma que este é o primeiro evento de MMA realizado no Brasil desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), e garante que as lutas não irão decepcionar.

Uma equipe médica especializada irá realizar todo o acompanhamento para evitar a contaminação pelo vírus entre os competidores e os membros da organização, garantindo a saúde de todos.

Conheça os guerreiros

Segundo o Matchmaker Nerlison Santos, o card do Mr Cage 41 foi um dos mais difíceis de se casar, pois por conta da pandemia, com academias fechadas, muitos atletas se machucaram e diversas alterações tiveram que ser feitas.

No entanto, graças ao esforço e a dedicação dos lutadores, o card do evento pode fechar com dez competidores e cinco lutas.

Os principais competidores são Jadson Moraes e Maurício Almeida, de Manaus; Elyson Kaçula, de Parintins; e Rodrigo Muralha de Coari.

Mas o evento também irá contar com os embates entre Francisco Felipe e Yan Massaranduba no peso-pena; Jardel Silva e Ruan Kevin no peso-palha; e Mateus Silva contra Rubinei Souza no peso-galo.

Cuidados com a saúde

De acordo com Samir Nadaf, o evento irá contar com o patrocínio e apoio do grupo Samel, que está disponibilizando uma equipe de profissionais para realizar testagens para Covid-19 e garantir a saúde dos atletas.

O médico do Esporte, Dr. Amaral Filho, que também irá acompanhar as lutas, informou que o tempo em que os atletas passaram parados por conta da pandemia é um dos maiores desafios a serem superados. “Muitos atletas ficaram parados e até chegar numa forma esportiva leva tempo”, afirma o médico.

Por isso, a organização está implementando um protocolo médico rígido. Os atletas já apresentaram atestados médicos confirmando as boas condições físicas para as lutas e também o negativo nos testes para o coronavírus.

Nesta sexta-feira (24) foi realizada a pesagem dos atletas, e logo depois eles passaram por mais uma série de avaliações, incluindo um novo teste para Covid feito pelos profissionais da Samel.

O que há de novo na arbitragem

De acordo com o Dr. Dindô Mahmoud, Vice-presidente CAL Comissão Atléticas de Luta, a arbitragem não sofreu muitas mudanças, mas terá a proteção reforçada para preservar a saúde dos participantes.

Os jurados da lateral terão que estar de máscara, luvas e também rash guard, uma roupa esportiva que protege a superfície do corpo.

Assim como os atletas, o juiz não utilizará máscara para entrar no cage, mas irá passar pelos mesmos procedimentos de higienização e testagem que os lutadores.

A luva é fundamental para córneres e árbitros, para evitar o contato com secreções que possam transmitir o vírus “Já eram utilizadas antes, mas agora o uso é mais obrigatório ainda”, afirma Mahmoud.

Participações especiais

E é claro que o evento não deixaria de contar com a participação dos grandes nomes de esporte, como Alex Davis, que irá comentar o panorama geral das lutas pós-pandemia.

Também irão marcar presença nomes consagrados das lutas manauaras, como Daniel Miojo e Herbert Matagal, antigos campeões do Mr Cage que atualmente são contratados pelo ONE FC.

Uma das últimas revelações do esporte amazonense, Felipe “D’Ouro” Lima, também irá comentar as lutas do Mr Cage 41. De Coari, o jovem assinou contrato para lutar na Suécia no Brave Combat Federation.