Nesta semana, o candidato à prefeitura de Manaus Chico Preto compareceu ao estúdio da TV Maskate para falar sobre suas propostas para a capital e também as principais diferenças entre ele e seus adversários políticos.

Logo no início da entrevista o candidato afirmou que, ao contrário das demais propostas do pleito, ele irá fazer funcionar o que já existe na prefeitura ao invés de gerar mais gastos com construções redundantes, na área da saúde.

Ele explica que é fundamental atentar para a situação das unidades de saúde que já existem na capital, “Antes de pensar na construção de qualquer nova estrutura, a gente precisa ver as condições que existem hoje nas casinhas. A casinha é a realidade de saúde que tá mais próxima das comunidades”.

Entre outros problemas, ele aponta a falta de funcionários nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), e também a demora nos atendimentos, que ele propõe diminuir com a implantação de tecnologias como marcação de consultas online e pesquisa de remédios gratuitos ofertados pela prefeitura.

Chico Preto também tem planos para reformular a guarda municipal, com planos de cargos e salários, novo concurso para aumentar o efetivo e capacitação para o porte de armas. Com isso, as polícias civil e militar ficariam disponíveis para enfrentar o tráfico de drogas enquanto a guarda municipal garante a segurança da população em terminais de ônibus, parques, praças e feiras públicas.

Para o transporte público na capital, Chico Preto pretende realizar uma nova licitação. “Os ônibus hoje são desorganizados, velhos, pegando fogo, quebrando nas avenidas, atrapalham nossa mobilidade todo dia”, afirmou o candidato.

Outras propostas para melhorar o tráfego na capital é a utilização de veículos menores para o transporte público dentro dos bairros e fazer com que os ônibus que passem pelas principais avenidas utilizem a faixa esquerda.