Entre os meses de julho e outubro, o calor e a seca sempre aumentam o número de turistas nas praias da Amazônia. É o chamado verão amazônico. Mas, este ano, deve ser diferente por conta da pandemia: aglomerações são proibidas em grande parte das praias e a nova regra é o distanciamento social.

Por isso, vários estados já iniciaram as fiscalizações para impedir que a busca por diversão se transforme em mais contaminações por covid-19.

Boa parte dos moradores da Amazônia enfrenta calor e seca atualmente. É o verão amazônico que atinge os estados localizados ao sul da região entre os meses de julho e outubro.

E é exatamente neste período que aumenta a incidência de queimadas.