No primeiro dia de funcionamento de um mercadinho da rua Guajará, Redenção, a dona do estabelecimento testemunhou a tentativa de homicídio de um adolescente de 17 anos. O garoto foi baleado dentro do estabelecimento comercial enquanto comprava um macarrão instantâneo.

“Foi uma cena de terror, um momento que jamais imaginei passar. Estava tudo correndo bem, do nada chegou esse homem atirando. O jovem estava comendo quando o carro chegou. Para tentar escapar ele pulou o balcão e o freezer, mas caiu no chão já atingido com três tiros”, contou a proprietária do local que pediu para não ser identificada.

A família da comerciante achou que ela teria sido a vítima e entraram em desespero. “Meus familiares estavam desesperados. Minha avó me abraçou e agradeceu a Deus por eu estar bem. Foi tudo muito rápido, questão de dois minutos. Tudo aqui ficou revirado e jogado ao chão. O jovem foi levado pela população em um carro”, explicou.

O jovem foi levado para o Serviço de Pronto-Atendimento (SPA) da Redenção e o estado de saúde dele não foi revelado. A 17° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), esteve no local para registrar a ocorrência.

A motivação e autoria do crime deve ser investigada pela Polícia Civil.