Agentes funerários, auxiliares de agentes funerários e agentes de inumação (coveiros) que atuam na capital começaram a ser vacinados pela Prefeitura de Manaus na manhã desta quarta-feira, (24). Esses profissionais estão na ponta da cadeia sanitária e integram o grupo de trabalhadores da saúde descritos como funcionários do sistema funerário em contato com cadáveres potencialmente contaminados, conforme o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. O prefeito de Manaus, David Almeida, acompanhou o início da imunização no Centro de Convenções (Sambódromo).

“Esses agentes são heróis que atuam como linha de frente na remoção de corpos em hospitais e residências, na preparação e no sepultamento dos muitos que têm sido vitimados pela Covid-19 e são expostos diariamente ao risco de contaminação, por isso a vacinação deles traz mais tranquilidade e segurança”, destacou o prefeito.

O atendimento a esse grupo está sendo feito no modelo de listas oficiais, já adotado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para a vacinação das demais categorias de trabalhadores da saúde.

De acordo com a secretária, a expectativa é de vacinar em dois dias os aproximadamente 185 funcionários que atendem aos critérios para a vacinação na fase atual da campanha. No grupo estão os que trabalham em funerárias, cemitérios privados e serviços públicos, incluindo os da Secretaria Municipal de Limpeza Pública (Semulsp), responsável pela administração dos cemitérios municipais.

O atendimento está concentrado no Centro de Convenções (Sambódromo), na zona Oeste, e no Centro Cultural Povos da Amazônia, na zona Sul, onde os pontos de vacinação da Semsa funcionam das 9h às 16h.

Além de constar no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, os funcionários do sistema funerário em contato com cadáveres potencialmente contaminados também estão incluídos nas 11 categorias prioritárias para a vacinação, descritas em resolução da Comissão Intgestores Bipartite (CIB), que reúne representantes da Saúde do estado e dos municípios.

Metas

Manaus se aproxima da meta de vacinar 90% dos trabalhadores de saúde, o que corresponde a 56.985 pessoas. O vacinômetro municipal, plataforma de consulta pública aos dados de vacinação da Prefeitura de Manaus (https://vacinometro.manaus.am.gov.br), mostra que 55,9 mil trabalhadores já receberam a primeira dose de vacina.

Os trabalhadores da Saúde também começaram a ser vacinados com a segunda dose, uma vez que receberam o imunizante CoronaVac, cujo intervalo entre as duas doses é de até 28 dias.  Mais de 9 mil pessoas desse grupo já completaram o ciclo de imunização com as duas doses e outras 40 mil devem receber a segunda até o dia 28 de março, conforme o prazo definido pelo fabricante.