O presidente do Grupo Samel, Luis Alberto Nicolau, junto com o diretor técnico, Dr. Daniel Fonseca, e o pesquisador médicos Andy Goren, da Califórnia, e Flávio Cadegiani, do Brasil, reuniu a imprensa em coletiva, nesta tarde, na Samel Health Tech, para apresentar os resultados preliminares da pesquisa sobre o uso da proxalutamida no tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19.

De acordo com dados, 42 pacientes participaram dos testes, fazendo o uso do medicamento, com avaliação da evolução de quadro em três períodos (24, 48 e 72h).

Os primeiros resultados se mostraram bastante satisfatórios, já que no período final de avaliação (após 72h), 100% dos pacientes não precisaram fazer uso do protocolo de ventilação não-invasiva (VNI) e 20% receberam alta hospitalar.

Os dados também apontam que o medicamento consegue romper os quatro principais mecanismos de mortes da Covid-19. Em conclusão primária, o uso da droga conseguiu reduzir drasticamente o número de mortes e inibiu a evolução da doença nos pacientes.

Os testes continuarão a ser realizados, para que se possa comprovar, efetivamente, a eficiência e eficácia do medicamento para o tratamento e, assim, se tornar mais um instrumento importante para o combate nesta pandemia.