Concretizando as previsões de grande parte das pesquisas eleitorais, David Almeida conseguiu ir para o segundo turno das eleições municipais com 22,36% dos votos.

O candidato do Avante conquistou mais de 218 mil votos na capital amazonense. O número foi ótimo para David, ficando com apenas 15.159 votos de diferença do primeiro colocado, Amazonino Mendes.

Antes mesmo de dar início a qualquer apuração de votos, o candidato já demonstrava estar feliz pelos resultados das pesquisas, “Deus me abençoou tanto, que hoje eu chego aqui na condição de candidato a prefeito de Manaus, com chances reais de ir para o segundo turno”, disse o candidato.

Para sua equipe, a diferença apertada de 1,55% entre David de e o primeiro colocado confirma o desgaste de Amazonino que, mesmo na liderança, não alcançou a previsão das pesquisas.

David Almeida está com uma postura tranquila, pedindo que a população vote com consciência. “Na democracia, com o erro de um dia nós pagamos por quatro anos e nós estamos pagando muito caro pelo erro de 2018 e eu creio que agora, em 2020, a população entendeu a nossa mensagem, mesmo diante de ataques”, observou.

Fake news

O candidato também lembrou que foi vítima de notícias falsas em propagandas eleitorais de seus adversários, chegando a receber da Justiça Eleitoral 120 direitos de resposta contra seus adversários, um deles sendo Amazonino Mendes, seu rival no segundo turno.

“Fake news é crime, mata e quem as posta por aí é criminoso. Tinha candidatos cometendo crimes. Essas pessoas não podem receber o voto da população. Se comete crime durante o período eleitoral, imagina só se vencer essa eleição, que é quando decidimos o futuro da nossa cidade”, disse David.

Histórico

David Almeida é bacharel em direito e começou sua vida política em 2006, quando foi eleito deputado estadual. Em 2016 foi eleito presidente da Assembleia Legislativa (Aleam) e em 2017 foi governador interino do estado, sua atuação na época é um dos principais pontos levantados pelo candidato durante debate.