O ex-governador David Almeida protocolou nesta segunda-feira  requerimento na Aleam pedindo para ser chamado a falar na CPI da Saúde e disse que Amazonino Mendes terá de fazer o mesmo. David Almeida lembrou que, na última quinta-feira (23), o seu nome foi citado por membros da CPI da Saúde, em processo de pagamento a fornecedores, quando esteve governador interino do Amazonas, em 2017. “Como eu não devo nada, eu estou me colocando à disposição da CPI, pedindo que a comissão aprove o requerimento, me convocando para prestar esclarecimentos. Eu não fui convocado, mas estou pedindo da CPI que aprovem o requerimento, porque eu tenho muito a contribuir e a falar sobre os problemas da saúde do Amazonas”, disse.

O ex-governador David Almeida avaliou que a CPI da Saúde é o lugar adequado para prestar os esclarecimentos sobre o que foi falado na semana passada, uma vez que os parlamentares que compõem a comissão estão analisando os fatos. Ele afirmou que se for convocado, fará muitas revelações. “Teremos muitas revelações de como eu peguei o Estado, em que circunstâncias eu assumi o Governo do Amazonas [em 2017] e em que circunstâncias eu o deixei. Se tivessem feito o que foi proposto pela minha equipe, hoje o Estado não estaria passando pelo que está passando na saúde”, salientou David.

Diante da sua iniciativa de pedir aos membros da CPI da Saúde que o convoque, David Almeida observou que, depois de falar e apresentar documentos à comissão, o ex-governador Amazonino Mendes vai precisar fazer o mesmo. “Espero que ele [Amazonino Mendes] faça o mesmo que eu, com isenção. Que ele venha aqui e se prontifique. Que a CPI aprove o meu requerimento me convocando; e, após a minha convocação, não vai sobrar alternativa ao Amazonino, senão ele vir aqui e esclarecer o que eu vou mostrar na Assembleia Legislativa”, avaliou David.