O prefeito eleito de Manaus, David Almeida, disse que já trabalha para a reabertura do hospital de campanha da Nilton Lins, unidade que funcionou por três meses em Manaus no pico da primeira onda de Covid. “Nesse momento crítico, em que os casos de contaminação mostram uma aceleração preocupante, nós precisamos ampliar os números de UTIs em Manaus, o mais breve possível.”

Almeida está em conversas com Wilson Lima para que o hospital seja aberto em tempo recorde. A partir de sexta-feira ele já estará no comando da cidade. O Amazonas tem  196.754 casos da doença. 5.206 óbitos e 670 pacientes internados com a Covid confirmada, além de mais 245 pacientes internados com suspeita da doença.

“Na Nilton Lins já enxergamos que é possível abrir mais UTIs para o atendimento de casos de Covid. Com apoio do instituto Transire, a Prefeitura de Manaus pode dar um suporte ao Governo do Amazonas e à Faculdade Nilton Lins. O nosso jurídico está em busca desse modelo para que tudo seja feito da melhor forma possível”, explicou David Almeida.

Neste momento o Amazonas passa pela quarta fase de contingência, abrindo toda a rede para atendimento de Covid. Ao menos três unidades particulares estão sem vagas e a rede pública opera no limite.