A Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) obteve uma decisão judicial que obriga a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) a nomear, em até 45 dias, 888 aprovados no Concurso Público de 2018.

Passados 19 meses da homologação do resultado do certame, apenas os aprovados para os cargos de professor e pedagogo haviam sido nomeados. Caso descumpra a decisão, a multa diária para a Seduc é de R$ 1 mil.

Entre os profissionais beneficiados com a decisão obtida pela Defensoria estão assistentes sociais, bibliotecários, contadores, engenheiros, estatísticos, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, além de merendeiras e assistentes técnicos.