O vice-presidente da República e presidente do Conselho Nacional da Amazônia Legal, general Hamilton Mourão, e o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, vão debater caminhos para o desenvolvimento sustentável da Amazônia em live nesta quarta-feira, 19 de agosto, a partir das 10h – horário de Brasília. O diálogo on-line, ao vivo e gratuito, é parte do Fórum Mundial Amazônia +21, uma ampla iniciativa para mapear perspectivas e buscar soluções para temas como biociência, tecnologia, meio ambiente, inovação, sustentabilidade, que levem crescimento à região e melhores condições de vida para seus mais de 20 milhões de habitantes. Também participa da conversa o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia e presidente da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, Marcelo Thomé de Almeida. As inscrições podem ser feitas aqui.

“A ideia é que a identidade cultural e o desenvolvimento econômico da Amazônia caminhem juntos para que sejam criados novos modelos sustentáveis para a região, com articulação e colaboração entre governo, setor produtivo, academia, sociedade civil e instituições de fomento”, defende o presidente da CNI, Robson Andrade.

A live do dia 19, Visão de Futuro, Oportunidades e Desafios para a Região Amazônica, é um dos eventos preparatórios do Fórum Mundial Amazônia+21. A iniciativa reúne mais de cem instituições nacionais e internacionais, além de empresários, especialistas, pesquisadores, órgãos de fomento, formadores de opinião, autoridades públicas e investidores, na busca de um novo modelo, com geração de riquezas e renda para as comunidades amazônicas e proteção do bioma. “Precisamos sair da falsa dicotomia entre conservação versus desenvolvimento. Ambas caminham juntas e precisam garantir mais qualidade de vida às populações amazônicas”, destaca Thomé.

Até novembro, vários outros debates serão realizados, como preparação para o Fórum, que ocorrerá de 4 a 6 de novembro deste ano. O movimento, permanente, promoverá conversas sobre os desafios e as soluções para a Amazônia em quatro eixos temáticos negócios sustentáveis, cultura, financiamento dos programas (funding) e ciência, tecnologia e inovação.

O Fórum é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), com apoio da CNI, da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho, da Prefeitura Municipal de Porto Velho e da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura de Rondônia.