O detento Patrício da Silva Garcia, 26 anos, morreu ao dar entrada a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Campos Sales, no bairro do Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

Consta no relatório do Instituto Médico Legal (IML), que o interno morreu por estrangulamento. Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) disse que Patrício foi encontrado desfalecido dentro de sua cela, na Enfermaria Psiquiátrica, anexa ao Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM 1).

A equipe de saúde da unidade realizou os primeiros socorros e o levou para a UPA, onde veio a óbito.

O interno era natural de Rio Preto da Eva e deu entrada na enfermaria em 23 de dezembro de 2020. Ele respondia pelos artigos 157, 213 e 14 e tinha doenças preexistentes como epilepsia e outros transtornos mentais devido à lesão e disfunção cerebral e física.