Fechadas as convenções partidárias, está dada a largada para a corrida pelo voto do eleitor manauara. As eleições da pandemia mudaram de data, mas o objetivo é sempre o mesmo: do ponto de vista dos candidatos, ganhar as eleições. Do ponto de vista do povo, escolher o melhor para o futuro de Manaus. Agora está liberada a fase do corpo a corpo, campanhas nas redes sociais e muita correria, já que o primeiro turno será no dia 15 de novembro, e no dia 29 do mesmo mês, em segundo turno, onde houver. Ao todo são 11 chapas concorrendo às chaves da cidade.

Também está aberta a temporada de acusações, promessas, venda de soluções e definição dos problemas. Como toda a cidade grande, Manaus tem buracos, gargalos, deficiências e mil e uma necessidades. Entre caciques e novas opções, caberá a povo, soberano, decidir o que é melhor para a capital do Amazonas.

Coronel Menezes, (Patriotas); Amazonino Mendes, (Podemos); Alfredo Nascimento, (PL); David Almeida,  (Avante-DEM); Alberto Neto (Republicanos); José Ricardo (PT); Ricardo Nicolau, (PSD); Romero Reis, (Novo); Chico Preto, (DC); Marcelo Amil, (PCdoB); Gilberto Vasconcelos, (PSTU). Um deles será o novo prefeito de Manaus a partir de janeiro de 2021.

 

MUDANÇAS

Todas as seções eleitorais vão ter álcool em gel para limpeza das mãos dos eleitores antes e depois da votação. Os mesários receberão máscaras e álcool em gel para proteção individual. Além da máscara, que será obrigatória, cada eleitor deve levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação e levar anotados os nomes e números dos candidatos para votar o mais rápido possível. Foi feita a indicação também para que, se possível, se evite levar crianças na hora de votar.

Para garantir maior segurança, nos locais de votação, o eleitor será orientado a manter uma distância mínima de um metro de outras pessoas e evitar qualquer contato físico. Na hora da votação, a distancia entre o eleitor e o mesário também deve ser respeitada.  “Essas são as medidas nós tomamos para conciliarmos esse rito vital para democracia que é a realização das eleições, com a produção da saúde da população”, disse Barroso.

 

NOVO HORÁRIO

Uma importante novidade é que, nesta eleição, o tempo de votação foi estendido em uma hora. Desta maneira, ele vai começar mais cedo, das 7h às 17h. Porém, o horário das 7h às 10h é preferencial para maiores de 60 anos, para evitar um contato muito grande entre o grupo de risco e pessoas que não pertencem ao grupo de risco.

DE OLHO NOS CANDIDATOS

Consultas por município e cargo, acesso à informações detalhadas sobre a situação dos candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, que pediram registro para concorrer às Eleições Municipais de 2020 já estão disponíveis na plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ferramenta traz ainda todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes

ACESSO

O sistema é aberto a todos os cidadãos, sem necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. Na consulta, basta selecionar a unidade da federação no mapa ou a sigla do estado que quiser informações.

Na página principal do sistema, o interessado encontrará o quantitativo total de candidaturas por cargo (prefeito, vice-prefeito e vereador). No mapa do Brasil, é possível filtrar a pesquisa clicando na unidade da Federação e depois no cargo desejado. Em seguida, aparecerá uma lista com todos os políticos que concorrem ao cargo no estado.

Selecionado o nome do candidato, é possível obter informações sobre o seu número, partido, composição da coligação que o apoia (se for o caso), nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de campanha, proposta de governo, descrição e valores dos bens que possui, além de eventuais registros criminais. Também é possível acompanhar a situação do pedido de registro e eleições anteriores das quais o candidato tenha participado.

 

CHAPAS CONCORRENTES À PREFEITURA  DE MANAUS: 

Coronel Menezes e Rafael Costa e Silva (Patriotas)

Amazonino Mendes e Wilker Barreto (Podemos)

Alfredo Nascimento e Conceição Sampaio (PL-PSDB)

David Almeida e Marcos Rotta (Avante-DEM)

Alberto Neto e Orsine Junior (Republicanos-PMN)

José Ricardo e Marklize Siqueira (PT-PSOL)

Ricardo Nicolau e George Lins (PSD-Progressistas).

Romero Reis e Eduardo Costa (Novo)

Chico Preto e Augusto Cezar (DC)

Marcelo Amil e Dora Brasil (PCdoB)

Gilberto Vasconcelos e Maria Auxiliadora de Castro (PSTU)