A equipe de investigação da 36ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Rio Preto da Eva (distante 57 quilômetros em linha reta da capital), cumpriu nesta quinta-feira (02/07), por volta das 6h, mandado de prisão em nome de Marcondes Ferreira de Souza, de 32 anos, pelo crime de homicídio qualificado. A prisão ocorreu na casa dele, na Comunidade Cachoeira, zona rural daquele município.

Segundo a delegada Sylvia Laureana, Marcondes é um dos suspeitos no homicídio de Nagibe de Lima Farias, 30, conhecido como “Felipe”, encontrado no dia 28 de março deste ano às margens do rio Urubu, na rodovia AM-010, na Comunidade Cachoeira. Dando continuidade às investigações, após prenderem Luan Rodrigues Lopes, no dia 17 de junho deste ano, os policiais confirmaram a participação de Marcondes no homicídio.

“Marcondes foi encontrado após denúncia anônima, na qual nos foi informado que o homem havia voltado para o endereço da residência que morava e, posteriormente, havia fugido desde o homicídio de Nagibe. O infrator não apresentou resistência à prisão e, após ser confrontado com as acusações, confirmou sua participação no crime, detalhando, inclusive, que sua participação juntamente com Luan foi apenas de amarrar a vítima e que, logo após o fato, saiu do local do crime, ficando apenas os outros dois envolvidos, os quais ainda seguem foragidos”, explicou Laureana.

Ainda segundo a delegada, Marcondes relatou que a motivação do crime teria sido porque a vítima estava praticando furtos na comunidade, furtando também a igreja evangélica do local. As investigações seguem, e os outros suspeitos ainda estão sendo procurados pela equipe da DIP.

Procedimentos – O homem foi indiciado pelo crime de homicídio qualificado e foi encaminhado à carceragem da 36ª DIP, onde ficará à disposição da Justiça.