Após ser estuprada constantemente, uma menina de 11 anos tentou tirar a própria vida ingerindo alta dosagem de medicamento sedativo. A criança estava sendo violentada há cerca de um mês pelo indivíduo que tem 16 anos e seria o namorado da mãe dela, uma mulher de 29 anos. O caso ocorreu no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus.

Conforme a delegada Elizabeth de Paula, titular da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), a menina ingeriu 17 comprimidos de um sedativo, para que não sentisse mais os abusos. Ela foi socorrida e levada para uma unidade hospitalar, onde recebeu atendimentos médicos.

Ainda segundo Elizabeth, o Conselho Tutelar foi acionado após a constatação dos abusos e o caso foi encaminhado para a Deaai. Já na Especializada, a vítima obteve acompanhamento e foi acolhida pela equipe psicossocial. A defensoria pública entrou com o pedido de guarda, no Juizado da Infância e da Juventude Cível, em favor do genitor, para distanciar a vítima da tutela da mãe.

O adolescente foi apreendido e, após decisão do Ministério Público do Amazonas (MPAM), foi encaminhado para uma Unidade de Internação Provisória (UIP) da cidade.