Os agentes de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM) das zonas Norte/Leste, na tarde de terça-feira (21/07), por volta das 15h, cumpriram mandado de prisão preventiva em nome de um industriário de 35 anos, por descumprir medidas protetivas em favor da ex-companheira dele, uma mulher de 30 anos. A ação policial ocorreu no local de trabalho do indivíduo, no bairro Distrito Industrial, zona sul da capital.

 

De acordo com a titular da Especializada, delegada Wagna Costa, que coordenou a ação policial, o caso teve início quando a vítima procurou a unidade policial para comunicar que seu ex-companheiro não havia aceitado o término do relacionamento, e estava frequentemente lhe perseguindo. Desta forma, foi concedida uma medida protetiva em favor da mulher.

 

“Mesmo ciente da existência dessa medida, o indivíduo insistia em continuar importunando a ex-companheira. No dia 15 de junho deste ano, por exemplo, a mulher havia ido deixar a filha, fruto do relacionamento de ambos, na residência dele, quando o homem foi tirar satisfações para saber de quem era o veículo em que a vítima estava”, explicou a delegada.

 

A titular da Especializada afirmou que naquela ocasião iniciou-se uma confusão, em que o irmão da mulher acabou sendo agredido pela família do infrator. Diante de reiterados desrespeitos à medida protetiva, foi solicitado um mandado de prisão preventiva em nome dele, que foi expedido na última quarta-feira (15/07), pela juíza Eline Paixão Pinto, da Central de Inquéritos.

 

Procedimentos – O industriário foi indiciado por descumprimento de medida protetiva. Após os trâmites na unidade policial, ele será encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá passar por audiência de custódia via videoconferência.