A Associação de Entretenimento do Estado do Amazonas  (Asseeam) formulou e já encaminhou proposta ao Governo do Amazonas para que volte atrás e reabra o setor de entretenimento imediatamente, a partir desta quinta-feira em Manaus. Eles alegam prejuízo inconciliável.

Existe um comitê de crise que foi de avaliar e dar um retorno. O primeiro passo seria reabrir com 30% da capacidade, nesta quinta, no dia 15 ampliar para 40% no dia 15, depois para 60%, a partir do dia 1 de novembro e ainda para 100% no dia 11 de novembro. Wilson Lima emitiu decreto na semana passada fechando o setor por 30 dias.

Alguns cientistas afirmam que vivemos a segunda onda da Covid, mas escolas abertas, ônibus cheios, shoppings e comércio abertos sugerem que o setor foi escolhido como vilão, já que Wilson disse as escolas são ambiente seguro, mas as festas provocam aglomerações e espalham o coronavírus.