A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) encerra, na próxima sexta-feira (31), a oferta de testes rápidos para Covid-19 a profissionais de saúde na Escola Superior de Ciência e Saúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em Manaus.

A testagem continua acontecendo na Escola de Enfermagem de Manaus, vinculada à Universidade Federal do Amazonas (EEM/Ufam).

A desativação se dá por conta do retorno das atividades administrativas presenciais, em sistema de rodízio, no dia três de agosto, seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), na Escola Superior de Ciência e Saúde da Universidade de Estado do Amazonas.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, avaliou que a desativação da unidade de testagem, na UEA, não afetará a oferta de testes rápidos para os profissionais de saúde.

Queda na procura

Houve redução de 67% na procura por exames pelos profissionais de saúde que atuam no Amazonas. A média de exames diários reduziu de 285, em abril, pico da pandemia da Covid-19 no estado, para 92 no mês de julho.

Foi detectada também redução de 65% na positividade dos testes. Em abril, a média de profissionais de saúde que testaram positivo para o novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa Covid-19, era de 29%. Em julho, essa média reduziu para 10%.