A Prefeitura de Manaus iniciou em março a preparação das 506 unidades de ensino da Secretaria Municipal de Educação (Semed), para receber os mais de 250 mil alunos, no início das aulas híbridas, previstas para o dia 18 deste mês. Os serviços nas escolas incluem limpeza e manutenção dos aparelhos de ar-condicionado, limpeza da caixa d’água e fossa séptica, dedetização, entre outros.

O objetivo da ação é garantir um ambiente seguro e adequado aos alunos, professores, familiares e toda comunidade escolar, que há mais de um ano estão em sistema de teletrabalho, devido à pandemia do novo coronavírus.

“Seguimos trabalhando em nome de um retorno seguro, não queremos colocar ninguém em risco. A gestão do prefeito David Almeida preza pela qualidade da educação e pela saúde de todos, por isso, estamos fazendo alguns ajustes nas escolas, para que tudo esteja adequado, dentro dos protocolos dos órgãos sanitários, para receber alunos e servidores”, explicou Pauderney Avelino, secretário municipal de Educação.

Para o retorno das aulas híbridas foi montada uma força-tarefa pela equipe da engenharia da Semed, que visitou as unidades de ensino das zonas urbanas, rurais e ribeirinhas, para verificar a necessidade de cada uma. Mais de 200 unidades de ensino já estão prontas para receber os alunos. As restantes necessitam de pequenos reparos, que já começaram a ser realizados.

“Nesse período realizamos várias manutenções nos condicionadores de ar, capinação, sanitização, limpeza da caixa d’água e verificação da qualidade da água. Além disso, as manutenções básicas também fazem parte dessa ação, que são a verificação das portas, vidros, maçanetas, pinturas, reparos elétricos, forros e alinhamentos das telhas, tudo isso para garantir um retorno seguro dos nossos alunos e profissionais”, explicou Ernesto Oliveira, diretor de Engenharia da Semed.

Sinalização

Além da parte de infraestrutura, as escolas também receberam materiais de sinalização de toda a área escolar, com orientações  e informações sobre as medidas de proteção contra a Covid-19, totens com álcool em gel e termômetro.

“Todas as escolas já receberam o “kit Covid” com álcool em gel. Os adesivos foram entregues para as Divisões Distritais Zonais (DDZs), que vão distribuir nas escolas, porque algumas já receberam no ano passado, mas 50% ainda não recebeu os adesivos”, explicou Moisés Fernandes Nunes, chefe da Divisão de Patrimônio, Almoxarifado e Depósito (Dpad) da Semed.