Pedro Henrique Santos Krabeck Lehmkuhl, de 22 anos, o estudante de veterinária que virou assinto nas redes sociais após ser picado por uma Naja, acordou do coma nesta quinta-feira. Ele tem várias lesões no coração e o braço esquerdo necrosado por causa do veneno. O rapaz segue internado em Brasília.

A naja é da espécie kaouthia e vive na África e sul da Ásia. Seu veneno pode matar facilmente um humano. Nesta quinta, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) apreendeu 16 cobras escondidas numa fazenda de Taquara, no DF. Acredita-se que elas sejam de Hnerique, que pode levar multa de R$ 5 mil, por não ter permissão para ter o animal e colocar em risco a saúde das pessoas.