Um homem de 48 anos foi preso por ter estuprado e engravidado a própria enteada, uma mulher de 28 anos, que possui deficiência intelectual. O indivíduo também é investigado por ter abusado sexualmente de outras três sobrinhas de 14, 16 e 18 anos, ambas da mesma família.

Conforme a delegada Joyce, o homem praticava conjunção carnal com a enteada, o que é configurado como estupro de vulnerável, pelo fato dela ser portadora de deficiência intelectual. Já com as demais vítimas, o indivíduo se aproveitava quando elas estavam sozinhas, para apalpa-las e praticar atos libidinosos.

Uma delas começou a ser a abusada desde os sete anos.