A Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) contará com a mão de obra do ex-detento Adair da Silva Fernandes, que retorna ao estabelecimento prisional como contratado de carteira assinada pelo regime de Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Ele atuará na cozinha da unidade como padeiro, profissão que exerceu quando ainda cumpria sua pena, oportunidade dada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Ele trabalhará em regime 12×36, mediante acordo previsto no artigo 59-A da CLT, no qual trabalhará um dia e folgará no outro. Nos dias de atividade, Adair estará na função das 7h da manhã até as 19h da noite, e irá colaborar na produção de pães, bolos, doces e vários tipos de salgados, além de outros itens para o cardápio da cozinha.

Novas oportunidades

Para Adair Fernandes, esta é uma chance para recomeçar a vida de forma honesta. “Antes de ser condenado, trabalhei nove anos numa panificadora no Coroado, e quando cheguei aqui falei com o pessoal do projeto e me foi dada essa oportunidade”.

No programa de ressocialização “Trabalhando a Liberdade” os reeducandos participam de cursos profissionalizantes e trabalham na recuperação e manutenção das próprias unidades prisionais e de espaços públicos.

“Agora, paguei pelos meus erros, cumpri minha pena e posso recomeçar minha vida, graças à Deus. Agradeço pela oportunidade de poder retornar com a carteira assinada”, ressaltou.