Três meninas, de 4, 8 e 12 anos, além de um menino de 14 anos, que de uma hora para a outra viram o pai matar a mãe com 30 facadas no Careiro Castanho, no dia 30 de agosto, e que estão precisando de tudo. Da comida ao sapato. Essa é a realidade dos filhos de Jacira Souza de Lima, que tinha 32 anos, e foi covardemente morta por Augustinho Filho Rodrigues Saraiva, por ciúmes. Os tios e demais parentes que cuidam das crianças estão organizando uma feijoada para arrecadar recursos e pedindo ajuda de quem puder.

Irmão de Jacira, Joelton Souza está desempregado e ajuda como pode. Já esfaqueada e agonizando, Jacira teve forças para pedir da irmã que cuidasse dos filhos, missão que toda a família encara. A feijoada acontece no dia 4 de outubro e quem puder comprar ligue para os telefones  (92) 99445-9466 e 99331-7727 e 99121-0045. 

Neste sábado ele confirmou ao Maskate que as dificuldades são grandes. “Estou desempregado, procurando emprego para poder ajudar meus sobrinhos”, disse, afirmando que um emprego também ajudará à família.