“A empresa [fornecedora do insumo, White Martins] no dia de ontem (quarta-feira, 13), à tarde, nos apresentou a dificuldade em relação à logística, e a cada dia [há] o aumento do consumo. […] Ontem, à noite, fomos comunicados do colapso do plano logístico, em relação a algumas entregas que estariam abastecendo a cidade de Manaus e o Estado do Amazonas, o que causará uma interrupção da programação [de fornecimento de oxigênio] por algumas horas”, informou o secretário de saúde do Estado do Amazonas, durante pronunciamento em uma live do Governo do Amazonas.

A confirmação foi feita nesta quinta-feira (14), após diversas notícias da situação crítica se espalharem em grupos de mensagens.

O governador Wilson Lima (PSC), e demais representantes do Comitê de Resposta Rápida – Enfrentamento Covid-19, composto pelos Governos do Estado, Federal e Municipal, fizeram pronunciamentos sobre ações frente ao recrudescimento da pandemia do novo coronavírus no Amazonas.

Os governantes chegaram a apresentar dados de consumo diário de oxigênio no Estado, que está na casa dos 70 mil metros cúbicos, mais que o dobro do consumo registrado durante a primeira onda da pandemia em abril.

Além disso, o governo confirmou também, que como medida emergencial está transferindo pacientes para outros Estados, devido ao colapso no sistema de saúde. Os pacientes estão sendo transportados em aviões das Força Aérea. Uma avaliação médica está sendo feita em para identificar os pacientes que têm condições de suportar a viagem.