O Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), começou a colocar em prática o Plano de Retomada da Atividade Turística – Amazone-se, que reúne projetos e programas, visando impulsionar o crescimento do segmento, um dos mais impactados pela pandemia da Covid-19. Além da promoção turística por meio de campanhas, o Amazone-se prevê o ordenamento do setor, suporte ao empresariado e obras de infraestrutura turística. O projeto será implementado de julho a dezembro deste ano, segundo cronograma adotado pela Amazonastur.

“Nós temos trabalhado medidas para essa retomada da economia e isso passa também pelo turismo. Determinei que seja feito um ordenamento do setor, que os empresários tenham suporte e que caminhemos com as obras de infraestrutura turística. Temos que estar ainda mais preparados para quando essa pandemia passar. O Amazonas é um dos principais destinos do brasileiro e do turista estrangeiro pelo seu potencial natural e turístico”, afirmou o governador Wilson Lima.

Segundo a presidente da Amazonastur, Roselene Medeiros, a expressão que dá nome ao plano é muito usual e estimulará o viajante, brasileiro ou estrangeiro, a entrar em sintonia e conhecer a natureza do Amazonas. Além disso, de acordo com a presidente, despertará a autoestima do cidadão amazonense, ao reafirmar o Amazonas como principal representante da Amazônia, em seu patrimônio natural e cultural.