O sócio do grupo Samuel, coronel Rogério Ozores, em contato com o presidente do Garantido Fábio Cardoso e vice Messias Albuquerque, afirmou que a Cidade Garantido continua com a Associação Folclórica e administrado patrimonialmente pelo Grupo Samel, que arrematou o bem em hasta pública nesta sexta-feira (24). A diretoria do Boi Garantido tentou evitar o leilão em três recursos negados pela Justiça do Trabalho, mas segundo o presidente Fábio Cardoso, o resultado acabou sendo positivo perante a atuação solidária do grupo SAMEL.

Segundo o coronel Rogério, o grupo Samel tem ajudado Parintins durante a pandemia resgatando vários pacientes, independente de serem Garantido ou contrário. “A grande preocupação do grupo Samuel era que o patrimônio não caísse na mão de pessoas que não participassem da cultura de Parintins, do boi de Parintins. E por isso nós entramos nessa concorrência e felizmente conseguimos”, relatou Coronel Rogério.

“Quero tranquilizar a nação vermelha e branca. A Cidade Garantido continua aí. Continua com o Garantido. Continua sendo usada pela nação vermelha e branca, administrada pela Samel em termos de patrimônio. E em termos de utilidade, é o boi que irá usar, como sempre soube usar até hoje para o povo parintinense”, concluiu o sócio do grupo Samel.

O presidente Fábio Cardoso e o vice-presidente Messias Albuquerque destacaram ação parceira do grupo SAMEL para com Garantido, com o Festival e para toda a cidade de Parintins. “Em nome da nação vermelha e branca queremos agradecer por esse gesto importante que será lembrado por todos aqueles que amam o Garantido e o Festival de Parintins”, salientaram.