Com o avanço da campanha de imunização contra a Covid-19 em Manaus e o aumento de usuários já aptos para receber a segunda dose da vacina, a Prefeitura de Manaus vai tornar o Hospital Beneficente Português, no Centro, posto exclusivo para os trabalhadores da saúde que já podem completar o esquema vacinal. O atendimento exclusivo passa a valer a partir deste sábado, (13). O posto da unidade, que já era referência para os grupos de trabalhadores da saúde, continua a funcionar de segunda a sábado, das 9h às 16h.

A titular da Semsa, Shádia Fraxe, destaca que a medida foi determinada pelo prefeito David Almeida e visa organizar o fluxo de aplicação da segunda dose, para que as pessoas sejam atendidas no menor tempo possível e em condições de conforto e segurança.  “A campanha de vacinação é dinâmica e sempre que necessário promovemos ajustes nas estratégias de operacionalização”, disse.

A ordem de atendimento para a segunda dose é definida pelo sistema de agendamento automático da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o Imuniza Manaus. Para saber o dia e a hora em que deve receber a segunda dose da vacina, o usuário deve acessar o link https://imuniza.manaus.am.gov.br/.

A secretária informa que, apesar da exclusividade do Hospital Beneficente Português, que funciona de segunda a sábado, das 9h às 16h, os outros oito postos de vacinação distribuídos pela cidade, continuam a fazer o atendimento de segunda dose, em pontos fixos específicos. “Assim, diluímos a demanda sem comprometer o fluxo dos que ainda vão receber a primeira dose”, enfatiza Shádia.

Agenda

Para ter informações sobre o agendamento da segunda dose, ao acessar o Imuniza Manaus, o usuário deve escolher a opção “Consultar 2ª Dose” e informar o CPF. O sistema vai exibir o dia, a hora e o local em que a vacina vai estar disponível. Se o agendamento ainda estiver sendo processado, o usuário será orientado a aguardar e realizar uma nova consulta posteriormente.

Os que, por algum motivo, não puderem comparecer ao posto de vacinação no dia e horário agendados, deverão aguardar um novo agendamento, que será feito de modo automático.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa, Marinélia Ferreira, salienta que não devem receber a vacina, tanto na primeira quanto na segunda dose, as pessoas que estiverem com sintomas gripais ou com alguma outra doença na fase aguda. “Estes devem aguardar a recuperação da saúde para ser vacinados e, para os casos de Covid-19, o paciente só deve receber a vacina 30 dias após os primeiros sintomas, pelo risco de agravamento do quadro de saúde”.

Os que serão vacinados com a segunda dose devem apresentar documento de identificação original com foto, CPF e a carteira de vacinação com o selo de aplicação da primeira dose.

Cuidados

A diretora alerta que, antes de completar o esquema vacinal, e mesmo de 15 a 20 dias após a segunda dose, todas as medidas de proteção contra a covid-19 devem ser mantidas, incluída a lavagem frequente das mãos com água e sabão ou higienização com álcool a 70%, o uso de máscaras e o distanciamento social. De acordo com Marinélia, a imunização só se completa após as duas doses e a soroconversão, ou seja, a proteção do organismo contra o vírus, pode demorar alguns dias após o recebimento das duas doses de vacina, neste caso.

Além dos trabalhadores da saúde que receberam a vacina CoronaVac, com prazo de 28 dias entre as doses, a Semsa também já deu início ao agendamento eletrônico dos que receberam a vacina do laboratório AstraZeneca, que estabelece até 12 semanas para a aplicação da segunda dose.

A campanha municipal de imunização contra a covid-19 já alcançou mais de 106 mil doses aplicadas em Manaus, até o início da tarde desta sexta-feira, de acordo com o vacinômetro, onde são exibidos para consulta pública os dados de vacinação na capital (https://vacinometro.manaus.am.gov.br/view/index.php). Destas, 102 mil foram primeiras doses e 3,8 mil, segundas doses.