José Geraldo de Souza, de 61 anos, saiu de casa na manhã desta quinta-feira (25), na avenida das Flores e vai voltar para família em um caixão, tudo isso, porque não quis entregar um celular para bandidos.

O delegado Fábio Silva, da Delegacia de Homicídios (DEHS), informou que o idoso, que era taxista, tinha costume de fazer exercícios físicos diariamente e levar o telefone para tirar foto de animais, mas na manhã de hoje, cruzou com dois marginais que ordenaram que ele entregasse os pertences.

José travou uma luta corporal com a dupla, e um dos criminosos desferiu duas facadas, sendo uma nas costas e outra no coração. O idoso morreu na hora.

Os suspeitos fugiram para uma área de mata e não foram mais encontrados, no entanto, a DEHS já está à caça dos assassinos.